quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Tragédia e Pobreza no Haiti

Detesto falar de tragédia e procuro não dar atenção a notícias assim, mas essa não deu pra ficar imperceptível aos meus olhos. Como já deve ser do conhecimento de todos, houve um terremoto de 7 graus na escala Richter no Haiti. Hoje estava passando no canal Globo News, uma reportagem sobre este mesmo país. Eu me emocionei muito vendo essa reportagem. Estavam falando sobre várias coisas. Sobre o exército brasileiro que evitou vários conflitos entre gangues rivais, sobre como a capoeira ajudou a reunir e divertir crianças para que elas se esquecessem um pouco da fome e da miséria. Soldados distribuindo arroz, feijão e farinha. Um brilho de esperança em cada pessoa que recebia um gesto de solidariedade. Mostraram um caminhão levando água para as pessoas e elas em fila com baldes. Cerca de somente 10% da população do Haiti tem acesso a água potável. Eles fazem "biscoitos de barro" com água e sal, para ter o que comer.


A situação do país já era bastante ruim, e com este terremoto ficou ainda pior. As pessoas procuram comida no meio do lixo e objetos que possam ser trocados por comida. Os haitianos cavam os escombros com as próprias mãos para tentar achar sobreviventes, dormem ao relento. Os hospitais que resistiram ao tremor não tem condições de atender a todos os feridos.

O mundo todo está se mobilizando para ajudar o país mais pobre da América e a todo momento chegam aviões com suprimentos. As doações já ultrapassam um terço do orçamento do país. Eles ainda tem esperança e eu também. Todos nós temos. Rezo por eles.

4 comentários:

Dani Hime disse...

Tenso u,u

Cih disse...

Nossa! É uma dureza mesmo ouvir essas coisas e ficar calada. A gente ajuda como dá, né!? Só acho que o Brasil precisa se ajuda um pouco também. Se mobilizar pelas pessoas que perderam tudo nas enchentes e desabamento de terra sem esquecer do povo do Haiti. O mundo clama por melhores condições... kiss

Kandis Design disse...

É triste mesmo, de se comover...

Marcela disse...

E sabe o que é o mais triste? É que só assim o país recebe a atenção que merece :/